Alex Cerveny

O apuro técnico é um denominador comum na obra de Alex Cerveny. Uma ideia foi marcante em sua formação: a visão aberta de quem olha a obra de arte para apreciá-la naquilo que ela apresenta de sensível, independente de sua forma. Algumas obras lembram sua vivência de artista circense. A partir dos anos 1980, desenho e gravura foram constantes em suas atividades.
Desde sua participação no ateliê de Sarubbi, sempre esteve envolvido em programas educacionais. Através da Comunidade Educativa (CEDAC) participou do programa Escola que Vale, da Companhia Vale do Rio Doce, em conjunto com secretarias de educação de vários municípios brasileiros ministrando por oito anos, oficinas de arte para crianças e para profissionais de educação da rede pública no Pará, Maranhão, Minas Gerais e Espírito Santo. Seu trabalho como arte-educador se estende por várias instituições (MAM-SP, Instituto Tomie Ohtake, ACTC - Associação de Assistência à Criança e ao Adolescente Cardíacos Transplantados do Coração, Colégio Logos, Senac e Escola São Paulo).
Em 1991, recebeu o Prêmio Secretaria da Cultura – SP, quando participou da 21ª Bienal de São Paulo. No mesmo ano, participou da exposição Viva Brasil Viva (Estocolmo - Liljevalchs Kunsthall), sua primeira mostra internacional. Participou também de feiras de arte contemporânea em Chicago, Frankfurt, Madri, Paris e Miami e teve várias exposições individuais como na Galerie 20x2 (Arnhem - Holanda), Ledis Flam Gallery - Nova York), Ouvres sur papier, (Paris - Embaixada Brasileira) e ganhou o Prêmio de Aquisição Price Waterhouse do Brasil, exposição Panorama da Arte Brasileira(MAM – SP).  Sua série Psico Gráficos, de quarenta desenhos realizados em Viena em 2010, foi adquirida pelo Sesc e está em exposição permanente em sua unidade de Santo Amaro. Ilustrou livros: Vejam como sei escrever, José Paulo Paes (Ática, 2001), Pindorama, Sandra Peres e Luiz Tatit (Cosac Naify, 2003), As aventuras de Pinóquio,Carlo Collodi (Cosac Naify, 2012). Seus desenhos como ilustrador foram reunidos em 2005 na mostra Desenhos de Ilustrações na Estação Pinacoteca, em São Paulo.

Premios

Outras Publicacoes